Maratona de Lisboa 2011

 

 

 

César Moreira

35 anos, Informático/Psicologo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Há quanto tempo corres?

Corro com maior regularidade desde 2010.

 

Porque corres?

Quando fui viver para o Parque das Nações senti que tinha de aproveitar todo aquele espaço e estar fechado num ginásio era um crime com toda aquela beleza que tinha à minha disposição.

Sempre fiquei fascinado ao ver atletismo, em criança passava horas a ver a maratona na televisão, mas sempre achei que nunca iria conseguir correr mais do que 100 metros. A corrida tornou-se um vício, um escape, uma forma de socialização, o estar com amigos e uma alegria por poder concretizar “um sonho de menino” que anda sempre a lutar contra o seu peso.

 

Quantas vezes treinas por semana?

Cerca de 3-4 vezes por semana.

 

Qual a prova que mais gostas? E a que te marcou mais?

Gosto da Maratona, pelo desafio de superação e pelo misto de sensações que temos ao longo da prova. Sem dúvida a Maratona de Lisboa de 2011, pelo concretizar de um sonho. Devo isso ao João Ralha, foi graças a ele que a menos de 2 meses da maratona me inscrevi, com uma frase que não esqueço: “fazes 200km por mês e achas que não estás preparado para a maratona? Inscreve-te!”. Fui e senti um arrepio ao passar a meta; curiosamente já fiz 6 Maratonas e sinto sempre esse arrepio.

 

Quais os teus próximos objectivos?

Ajudar a Patrícia Calado a concluir a sua primeira Maratona em Sevilha e tentar, no ano de 2014 fazer uma maratona com o tempo de 3H30 ou menos. Mas prometo que não vou tentar em Sevilha.

Gostaria de bater o PBT dos 10km e da MM. Participar em trilhos também faz parte dos meus objectivos; tenho é de aprender a andar sobre as pedras.

 

Já fizeste a Maratona? A tua opinião sobre a Maratona

A Maratona exige respeito e dedicação. Nunca segui planos de treino (um dia lá terei que seguir um) mas tenho aprendido muito com a maratona. Ganhei resistência mental, resiliência, aprendi a ser mais focado e já me apeteceu bater no homem que coloca a informação dos kms na estrada, pois está sempre muito atrasado em relação ao meu Garmin.

O que custa não é a Maratona, mas sim a sua preparação, para que no dia possamos desfrutar da mesma.

 

O que é para ti o Run 4 Fun? Que benefícios retiras de pertencer ao Clube?

Eu comecei a correr sozinho e sempre achei que a corrida teria que ser feita assim. Hoje sou um laranjinha com muito gosto. O Run 4 Fun trouxe-me uma segunda família e, já agora, a Patrícia. Muitos dos seus elementos deixaram de ser apenas parceiros de corrida e tornaram-se amigos com quem tenho feito a grande maratona da VIDA.

 

Uma mensagem aos novos membros do Clube

Atrevam-se a experimentar, garanto que ficam viciados!

 

Add comment


Security code
Refresh